Confira o que é permitido e proibido no dia das eleições

Equipe IDDE Por Equipe IDDE | 29 de setembro de 2016
Categoria: Sem categoria
eleicoes-2016
No dia 02 de outubro, próximo domingo, os eleitores brasileiros vão às urnas para escolher Prefeitos e Vereadores de quase 6 mil municípios. Os números impressionam: são mais de 140 milhões de eleitores e quase meio milhão de candidatos.
Veja abaixo o que é permitido e proibido no dia das eleições, segundo a Resolução do TSE.

 

“CAPÍTULO VIII da Res. 23.457/15

DAS PERMISSÕES E VEDAÇÕES NO DIA DA ELEIÇÃO

Art. 61.  É permitida, no dia das eleições, a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato, revelada exclusivamente pelo uso de bandeiras, broches, dísticos e adesivos (Lei nº 9.504/1997, art. 39-A, caput).

§ 1º  São vedados, no dia do pleito, até o término do horário de votação, a aglomeração de pessoas portando vestuário padronizado e os instrumentos de propaganda referidos no caput, de modo a caracterizar manifestação coletiva, com ou sem utilização de veículos (Lei nº 9.504/1997, art. 39-A, § 1º).

§ 2º  No recinto das seções eleitorais e juntas apuradoras, é proibido aos servidores da Justiça Eleitoral, aos mesários e aos escrutinadores o uso de vestuário ou objeto que contenha qualquer propaganda de partido político, de coligação ou de candidato (Lei nº 9.504/1997, art. 39-A, § 2º).

§ 3º  Aos fiscais partidários, nos trabalhos de votação, só é permitido que, de seus crachás, constem o nome e a sigla do partido político ou da coligação a que sirvam, vedada a padronização do vestuário (Lei nº 9.504/1997, art. 39-A, § 3º).

§ 4º  No dia da eleição, serão afixadas cópias deste artigo em lugares visíveis nas partes interna e externa das seções eleitorais (Lei nº 9.504/1997, art. 39-A, § 4º).

§ 5º  A violação dos §§ 1º a 3º configurará divulgação de propaganda, nos termos do inciso III do § 5º do art. 39 da Lei nº 9.504/1997.”

Não se esqueça, também, que algumas atitudes e comportamentos podem configurar crime. Veja o que diz o art. 39, §5º da Lei 9.504/97:

“Art. 39, § 5º Constituem crimes, no dia da eleição, puníveis com detenção, de seis meses a um ano, com a alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e multa no valor de cinco mil a quinze mil UFIR:

I – o uso de alto-falantes e amplificadores de som ou a promoção de comício ou carreata;

II – a arregimentação de eleitor ou a propaganda de boca de urna;

III – a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos.”

Posts Relacionados